VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

Cidade dos EUA aprova projeto de lei que estabelece salário mínimo para os motoristas de aplicativo

Advertisement

Você sabe o que está acontecendo com os motoristas de aplicativo nos Estados Unidos? Uma nova lei pode mudar a forma como eles são remunerados e reconhecidos pelas empresas como Uber e Lyft. Neste post, vamos explicar o que está em jogo e como isso pode afetar o futuro do transporte por aplicativo no mundo.

  • A cidade de Minneapolis, no estado de Minnesota, aprovou um projeto de lei que estabelece salário mínimo para os motoristas de aplicativo, baseado na distância e no tempo das corridas. A remuneração seria de US$ 1,40 por milha (cerca de 1,6 km) e de US$ 0,51 por minuto em trajetos realizados dentro de Minneapolis.
  • A lei ainda precisa ser sancionada pelo prefeito da cidade, que tem até o dia 23 de agosto para decidir se aceita ou veta a proposta.
    – A medida é polêmica porque os motoristas de aplicativo não são considerados funcionários das empresas, mas sim “parceiros” independentes que usam a plataforma digital para oferecer seus serviços.
  • Essa situação gera uma série de debates sobre os direitos e deveres desses profissionais, que não têm garantias trabalhistas como férias, 13º salário, seguro-desemprego, entre outros benefícios.
  • Outros estados e cidades dos Estados Unidos já tentaram regularizar a situação dos motoristas de aplicativo, mas enfrentaram resistência das empresas e dos próprios condutores, que preferem manter a flexibilidade e a autonomia do trabalho.

Uber e Lyft comunicaram que devem reduzir a presença ou até interromper as operações na cidade americana. “Se esse projeto de lei fosse aprovado, infelizmente não teríamos escolha a não ser reduzir bastante o serviço e possivelmente encerrar totalmente as operações”, disse a Uber em comunicado à imprensa.

Já a Lyft defende que o projeto de lei seria prejudicial para os motoristas, já que eles ganhariam menos, segundo a empresa, “porque os preços podem dobrar e apenas os mais ricos ainda podem pagar uma carona”.

O que você acha dessa questão? Você é a favor ou contra a regulamentação dos motoristas de aplicativo? Deixe sua opinião nos comentários e compartilhe este post com seus amigos!

*Com informações de CNN e CBS 

 

Uber libera viagens em grupo. Veja como funciona

Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre no nosso grupo.
Advertisement