VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

Filho de fazendeiro morto em Lagoinha é preso, mas paga fiança e é libertado. Entenda o que aconteceu

Filho de fazendeiro morto em Lagoinha é preso, mas paga fiança e é libertado. O filho da vítima e irmão da menor estuprada, de 36 anos, foi detido por causa de porte ilegal de arma de fogo. A arma foi usada para legítima defesa, segundo informações do boletim de ocorrência. Na ocasião, o homem atirou em direção ao suspeito dos crimes contra os familiares, uma vez que foi ameaçado pelo mesmo com uma faca, a mesma utilizada para matar o pai dele, no dia 17 de fevereiro.

Foram deflagrados dois tiros e um deles acertou o braço esquerdo do suspeito de assassinato. A arma estava registrada, uma vez que o filho do fazendeiro é CAC (Colecionador, Atirador Esportivo, Caçador). Ele tinha autorização para portar o armamento entre São Luiz do Paraitinga, onde mora a namorada, até Taubaté, local do centro de tiros. Ele, de acordo com a guia de trânsito, não poderia portar a arma em Lagoinha, local dos fatos.

O filho do fazendeiro ainda de acordo com o boletim de ocorrência atirou para cima e que somente após o foragido vir na direção dele com uma faca é que disparou contra o assassino. O capturado, por sua, nega as ameaças. Ele contou ao delegado de plantão que no momento em que viu o filho do fazendeiro vindo na direção dele com uma arma tentou fugir, sendo atingido enquanto corria.

O delegado na análise dos fatos, em que faltam subsídios robustos para dizer o que realmente aconteceu no local dos fatos e que o caso que melhor se amolda a “a uma possível legítima defesa em que o autor teria repelido uma injusta agressão”.  O delegado ainda descartou os crimes de lesão corporal, de disparo de arma de fogo e de tentativa de homicídio.

Diante da situação aludida, o delegado confirmou a prisão em flagrante do filho do fazendeiro e arbitrou a fiança em um salário mínimo, R$ 1.302,00, que foi paga imediatamente e o autor dos tiros irá responder em liberdade.

Quanto ao assassino e estuprador, este permaneceu preso, uma vez que havia mandado de prisão temporária contra ele. Nesta segunda-feira (27/02), os investigadores e responsáveis pela delegacia seccional de Taubaté irão conceder uma entrevista coletiva sobre o caso.

Todos os detalhes da prisão de Edcarlos Oliveira Rocha estão no vídeo abaixo.

A prisão de Edcarlos

A Policia Militar, após diversas diligências e cerco em toda a região de Lagoinha e São Luiz do Paraitinga, prendeu o autor do homicídio. Por volta das 15h30, o assassino foi localizado por motoqueiros que faziam trilha na região, em uma carvoaria próximo da fazenda em que trabalhava, e acionaram as equipes policiais militares que se encontravam nas proximidades fazendo o policiamento e cerco. O local onde o criminoso foi visto era de difícil acesso e só foi possível, com apoio de motos no local.

Após o cerco na mata, o assassino ainda tentou agredir o filho do fazendeiro a facadas, que, por sua vez, se defendeu efetuando disparos de armam de fogo contra o agressor. O bandido foi ferido no braço, sendo que logo após, foi contido, algemado e conduzido pelas equipes da Polícia Militar. As equipes do SAMU (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) fizeram o socorro até o hospital em Taubaté.

Do hospital, ele foi levado para a delegacia e o Vale 360 News acompanhou com exclusividade.

O crime

A ocorrência foi atendida pela Polícia Militar no fim da tarde, começo da noite desta sexta-feira (17/02), pela estrada Sapezal, em uma fazenda localizada em área de difícil acesso e com pouco sinal de rádio. Pelo local, o COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar) irradiou a ocorrência de roubo à residência, onde estariam de quatro a cinco homens. Sendo que o assassino é egresso do sistema prisional e matou o proprietário da fazenda, de acordo com relatos da esposa do fazendeiro.

A mulher disse aos policiais que foi informada por um funcionário que o esposo havia se machucado e estava deitado na cama da residência do caseiro e seria necessário a ajuda dela. Ao chegar ao local, percebeu se tratar de uma armadilha e, então, foi amarrada e enforcada pelo criminoso, que na sequência voltou para a casa principal da fazenda, onde estava a filha do casal. Enquanto a dona da fazenda conseguiu se desamarrar e ir até a residência do outro funcionário pedir ajuda, a menina, de 11 anos estava em poder do criminoso, sendo sequestrada e levada para uma área de mata nos fundos da fazenda. A garota disse que foi abusada e quando tentou gritar, o homem colocou uma faca no pescoço dela. Ela conseguiu fugir, depois da desatenção do criminoso.

Ainda, no curral da fazenda, o dono do local foi encontrado caído e o SAMU (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) foi acionado e constatou a morte do homem, em decorrência de algumas perfurações.

Os policiais realizaram diligência pela fazenda, porém sem êxito, devido a enorme zona de mata e já estava noite. Segundo relatos a esposa do fazendeiro, o fato provavelmente se deu, devido a um desacordo referente a pagamentos, entre o marido e o autor. A menina permaneceu internada no Pronto-Socorro infantil.

O assassino, de 50 anos, é egresso do sistema penitenciário pelos crimes de furto e roubo.

*Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre na nossa comunidade. 

ENTRE NO GRUPO DE NOTÍCIAS GERAIS. É GRÁTIS!

SIGA NOSSO INSTAGRAM

Leia mais

Advertisement