VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

Depois de 4h, trabalhadores da Embraer suspendem greve

Advertisement

Depois de 4h, trabalhadores da Embraer suspendem greve. A paralisação foi iniciada por volta de 05h, desta terça-feira (03/10), na porta da fábrica, na Avenida Faria Lima, em São José dos Campos. A greve foi votada em assembleia do Sindicato dos Metalúrgicos e aprovada, mas depois de algumas horas houve o recuo por parte dos funcionários.

O Sindicato dos Metalúrgicos alegou que os trabalhadores ficaram intimidados com a presença da Polícia Militar e de seguranças da empresa que estavam filmando os grevistas. Por volta de 09h20, a empresa informou que as operações estavam normais em todas as unidades da Embraer.

Os trabalhadores da Embraer não aceitaram o índice de reposição da inflação, o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) do período da data-base da categoria (setembro de 2022 a agosto de 2023) que é de 4,06% e exigem aumento real e a renovação de todos os direitos da convenção coletiva. De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos, a última vez que houve aumento real foi em 2017

A greve é por tempo indeterminado. “A condição imposta pela Embraer para a assinatura é a redução da estabilidade no emprego para trabalhadores que foram vítimas de doença ou acidente ocupacional. A convenção de 2017 garante estabilidade até a aposentadoria, mas a empresa quer reduzir esse período para 21 meses (em caso de doença ocupacional) e 60 meses (acidente ocupacional)”, diz o sindicato.

“A estabilidade para esses trabalhadores é um direito histórico, conquistado pelos metalúrgicos ainda na década de 1970”, acrescenta.

A Embraer possui cerca de 9 mil trabalhadores em São José dos Campos e é beneficiada com recursos públicos vindos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Somente entre 2020 e 2023, o banco liberou R$ 3,7 bilhões para a empresa.

“Não podemos admitir que uma empresa que recebe financiamentos públicos bilionários mantenha trabalhadores sem direitos garantidos em convenção coletiva. Isso ameaça inclusive a segurança dos aviões. Já são cinco anos em que os funcionários da Embraer estão sem aumento real e sem convenção. O aviso está dado: não vamos aceitar retirada de direitos e reajuste apenas pela inflação”, afirma o diretor do Sindicato Herbert Claros.

A Embraer foi procurada e disse por meio de nota que já concedeu aumento salarial de 4,06% e que as negociações com o sindicato continuam. Veja o comunicado abaixo.

“A Embraer, por liberalidade, já concedeu o reajuste salarial de 4,06% (que corresponde a 100% da inflação no período) aos colaboradores que recebem salários de até R$10 mil e um fixo de R$ 406,00 para remunerações acima desse valor, conforme proposta apresentada pela Fiesp, que representa as empresas do setor. As negociações entre Fiesp e entidades sindicais continuam. ”

Vale 360 News Shop

site 360 news 3

Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre no nosso grupo.