"

VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

Cantor Taubateano morre na França e família pede ajudar para trazer corpo de volta. Saiba como ajudar

Advertisement

Cantor Taubateano morre na França e família pede ajudar para trazer corpo de volta. Danilo Queixada tinha 40 anos e morreu em Nice, que fica a 930 km da capital Paris, na madrugada de sexta-feira (29/03). A família, em Taubaté, recebeu a notícia por meio de uma chamada telefônica às 11h, no horário de Brasília, 07h no horário francês. Os custos para trasladar o corpo são da ordem de R$ 35 mil. CLIQUE AQUI E ENTRE NO NOSSO CANAL DO WHATSAPP

De acordo com as informações do amigo de Danilo que fez contato com a família, o cantor foi encontrado caído no chão e não havia marcas de violência. Danilo morava na França desde 2020, trabalhava na construção civil e nas horas vagas fazia apresentações musicais

Para arcar com os custos, a família fez uma vaquinha na qual pede ajuda para quem puder colaborar. Até as 14h45, deste sábado, a vaquinha tinha arrecadado quase R$ 10 mil. Para ser um colaborador clique no botão abaixo:

VAQUINHA DANILO - CONTRIBUA

03848 2024 03 29

O pai e o tio de Danilo moram na França. Ele levou o nome de Taubaté para o Brasil ao participar do programa ídolos em 2019. Danilo Queixada escrevia músicas para diversos MC’s e Rappers da região e participava de batalhas de rimas. Ele ainda trabalhou na Prefeitura da cidade, onde foi coletor de lixo.

A reportagem entrou em contato com o Itamaraty, Ministério das Relações Exteriores, e perguntou o que poderia ser feito neste caso e qual o auxílio a família estava recebendo e fomos informados que “em caso de falecimento de cidadão brasileiro no exterior, as Embaixadas e Consulados brasileiros podem prestar orientações gerais aos familiares, apoiar seus contatos com o governo local e cuidar da expedição de documentos, como o atestado consular de óbito, tão logo terminem os trâmites obrigatórios realizados pelas autoridades locais. O traslado dos restos mortais de brasileiros falecidos no exterior é decisão da família e não pode ser custeado com recursos públicos, à luz do § 1º do artigo 257 do decreto 9.199/2017”.

O Itamaraty ainda informa que aguarda as informações da área responsável por assuntos consulares. A reportagem também fez contato com a Prefeitura de Taubaté para saber se haveria como ajudar a família, porem até o momento não há informações.

Colisão entre carros na rodovia Oswaldo Cruz em São Luiz do Paraitinga deixou 4 pessoas, sendo três crianças, gravemente feridas

*Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre no nosso grupo.