"

VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

Criminoso suspeito de sequestrar gerente de banco no Vale do Paraíba tentar realizar transferência de quase R$ 30 milhões é preso

Advertisement

Criminoso suspeito de sequestrar gerente de banco no Vale do Paraíba tentar realizar transferência de quase R$ 30 milhões é preso após investigações do 4º Distrito Policial de São José dos Campos.  O trabalho investigativo de inteligência e de campo, culminou na identificação de um dos criminosos, membro da célula operacional da associação criminosa, assim como outro indivíduo que fazia parte do núcleo intelectual do grupo.

O alvo principal dos criminosos era a agência do Banco do Brasil em Santa Branca e o Fundo de Previdência Social do Município de Piranhas e o intuito da quadrilha era realizar transferências no valor aproximado de R$ 30 milhões. CLIQUE AQUI E ENTRE NO NOSSO CANAL DO WHATSAPP

Para executar esse plano audacioso, os criminosos sequestraram o gerente da agência do Banco do Brasil no município de Santa Branca. Ele foi capturado na  residência, onde mora, na Zona Norte de São José dos Campos e foi subjugado pelos criminosos para que colaborasse no cadastro e liberação de dispositivos (computadores) que possibilitariam o acesso e movimentação da conta do Fundo de Previdência em questão.

Nesta sexta-feira (22/12), foram realizadas diligências na Rua Coronel Diogo, Jardim Glória, em São Paulo, para o cumprimento de dois mandados de prisão temporária e dois mandados de busca e apreensão nas residências de dois alvos identificados. Os esforços resultaram na prisão bem-sucedida de um dos suspeitos, que é considerado parte do núcleo intelectual da associação criminosa. Além disso, durante a operação, foram apreendidos celulares e dispositivos de computador utilizados para a prática de furtos mediante fraude em instituições financeiras, conhecidos como “MicroTik.”

As investigações continuam em andamento, e diligências estão em curso para a captura do segundo alvo, que também é objeto de prisão temporária, com um período de detenção de 30 dias. As autoridades estão comprometidas em desvendar todos os detalhes dessa operação criminosa e levar os responsáveis à justiça.

Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre no nosso grupo.