VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

Diferença no preço de medicamentos de uma farmácia para outra em São José dos Campos chega a 550%, aponta Procon

Advertisement

Diferença no preço de medicamentos de uma farmácia para outra em São José dos Campos chega a 550%, aponta Procon. A pesquisa envolveu 10 drogarias, nas quais foram pesquisados 50 medicamentos (26 de referência e 24 genéricos), entre os dias 05 e 06 de junho.

O medicamento com maior variação de preços encontrado foi o genérico Glibencamida, que é um antidiabético. O menor valor encontrado foi de R$ 2,13, em uma drogaria do Jardim Aquarius. O maior valor foi R$ 14,00, em um estabelecimento do Centro.

Entre os remédios de referência a maior diferença encontrada chega a 152,48% e se trata do medicamento Rivotril, que é encontrado na por R$ 12,90 em uma farmácia do Jardim Morumbi e por R$ 32,57 em duas drogarias, sendo uma no Parque Industrial e outra no Centro.

O Procon orienta, que antes de uma criteriosa pesquisa de preço é interessante que o consumidor consulte a lista de Preços Máximos (PMC) dos medicamentos, disponível no site da ANVISA (www.anvisa.gov.br) A consulta também poderá ser efetuada nas listas de preços que devem estar disponíveis ao consumidor nas unidades do comércio varejista, ou seja, nas farmácias / drogarias, conforme determina a Resolução da CMED.

Munido dessa informação o consumidor deve comparar os preços dos medicamentos entre os diversos estabelecimentos, como também os da própria rede, já que podem variar significativamente. Na comparação entre preços de medicamentos de referência e genéricos, observa-se que a diferença é grande. Por serem produzidos por diversos laboratórios, os medicamentos genéricos são, em geral, mais baratos. Mas é bom lembrar que um genérico de um mesmo laboratório também pode apresentar preços diferentes entre as drogarias/farmácias. Logo, é essencial a pesquisa de preços sempre aliada à recomendação e prescrição médica.

Orientações básicas ao consumidor:

  • Observe se o número do lote, prazo de validade e data de fabricação que constam na caixa do medicamento são iguais aos marcados nas cartelas ou frascos;
  • Todo medicamento deve possuir o número de registro no Ministério da Saúde;
  • Alguns medicamentos podem ser adquiridos por meio de programas sociais que são oferecidos pelo governo federal, estadual ou municipal, de forma gratuita ou com grandes descontos. Verifique se o medicamento que necessita se enquadra em algum desses programas;
  • Observe se o estabelecimento trabalha com descontos provenientes de planos/seguros saúde;
  • Verifique se existe algum programa de fidelidade proveniente do laboratório e/ou drogaria.

*Foto de capa: Agência Brasil

*Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre no nosso grupo.