VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

Faustão vai precisar de transplante de coração

Advertisement

Faustão vai precisar de transplante de coração. O quadro do apresentador, de 73 anos, se agravou nas últimas horas e ele aguarda um doador. Fausto Silva está internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde 05 de agosto, e o quadro de insuficiência cardíaca se complicou e ele está realizando diálise e necessita de medicamentos para ajudar no bombeamento do coração.

O comunicado divulgado pelo hospital é assinado pelos médicos Fernando Bacal, cardiologista, e Miguel Cendoroglo Neto, Diretor Médico e de Serviços Hospitalares do Einstein:

“Em 05 de agosto, Fausto Silva deu entrada no Hospital Israelita Albert Einstein para tratamento de insuficiência cardíaca, condição que vem sendo acompanhada desde 2020. Ele encontra-se sob cuidados intensivos e, em virtude do agravamento do quadro, há indicação para transplante cardíaco. O paciente está em diálise e necessitando de medicamentos para ajudar na força de bombeamento do coração. Fausto Silva já foi incluído na fila única de transplantes, regida pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, que leva em consideração, para definição da priorização, o tempo de espera, a tipagem sanguínea e a gravidade do caso”.

Insuficiência Cardíaca

A insuficiência cardíaca é uma condição médica crônica que ocorre quando o coração não consegue bombear sangue suficiente para atender às necessidades do corpo. Essa condição pode afetar a qualidade de vida e a capacidade funcional dos pacientes, sendo importante compreender suas causas, sintomas e opções de tratamento.

Causas

A insuficiência cardíaca pode ser resultado de diferentes condições subjacentes que prejudicam a capacidade do coração de efetuar sua função de bombeamento. Algumas das causas mais comuns incluem hipertensão arterial, doença coronariana, doenças das válvulas cardíacas, problemas congênitos no coração, arritmias e miocardiopatias (doenças que afetam o músculo cardíaco).

Sintomas

Os sintomas da insuficiência cardíaca podem variar em gravidade e incluem:

  • Falta de ar ou dificuldade respiratória, especialmente durante atividades físicas ou ao deitar.
  • Fadiga e fraqueza frequentes.
  • Inchaço nas pernas, tornozelos e abdômen devido à retenção de líquidos.
  • Tosse persistente, muitas vezes acompanhada de muco rosa ou branco.
  • Aumento repentino de peso devido à retenção de líquidos.
  • Batimentos cardíacos irregulares.

Diagnóstico

O diagnóstico da insuficiência cardíaca é geralmente feito por meio da avaliação clínica do paciente, história médica, exames físicos, exames de imagem (como ecocardiograma e ressonância magnética cardíaca) e testes de função cardíaca, como o eletrocardiograma (ECG) e exames de sangue para verificar níveis de biomarcadores cardíacos.

Tratamento

O tratamento da insuficiência cardíaca visa aliviar os sintomas, melhorar a qualidade de vida e reduzir o risco de complicações. As opções de tratamento podem incluir:

  • Mudanças no estilo de vida, como a adoção de uma dieta balanceada com baixo teor de sódio, controle de peso e exercícios físicos adequados.
  • Uso de medicamentos para aliviar sintomas, regular a pressão arterial, reduzir a carga de trabalho do coração e controlar os níveis de líquidos no corpo.
  • Implantação de dispositivos médicos, como marca-passos cardíacos ou desfibriladores, para regular os batimentos cardíacos.
  • Em casos graves, transplante cardíaco ou implantação de um dispositivo de assistência ventricular.

Prevenção

A prevenção da insuficiência cardíaca muitas vezes envolve a gestão de fatores de risco, como controle da pressão arterial, manutenção de um peso saudável, cessação do tabagismo e tratamento adequado de condições cardíacas pré-existentes.

Em suma, a insuficiência cardíaca é uma condição séria que requer atenção médica e adesão rigorosa ao plano de tratamento. Com diagnóstico precoce, cuidados adequados e acompanhamento médico regular, é possível melhorar a qualidade de vida dos pacientes e minimizar os impactos dessa condição. Sempre consulte um profissional de saúde para um diagnóstico preciso e orientações personalizadas.

Saiba quem são as vítimas do acidente fatal, que deixou sete corintianos mortos em rodovia de Minas Gerais

Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre no nosso grupo.