VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

O que está por trás de demolição de capela centenária em Ubatuba: Intolerância religiosa, vandalismo ou interesse imobiliário?

Advertisement

O que está por trás de demolição de capela centenária em Ubatuba: Intolerância religiosa, vandalismo ou interesse imobiliário? A igrejinha, Capela de São José, pertencia a paróquia do Perequê-Açú e ficava na praia do Félix, costa norte da cidade, e teria sido demolida em 21 de setembro. A polícia civil investiga o ocorrido. Um boletim de ocorrência foi registrado e a Igreja Católica cobra as autoridades. A informação foi divulgada pelo site Notícias das Praias e confirmada pelo Vale 360 News.

O padre Ronaldo Calixto dos Santos registrou boletim de ocorrência e disse ao site Notícias das Praias que aguarda um posicionamento da polícia civil de Ubatuba. “A capela não foi construída da noite para o dia. Existia há dezenas de anos e ficou desativada quando os caiçaras deixarem a beira mar para viver nas encostas de Ubatuba. Não sei se ocupava área particular ou pública, isso não importa. Não poderia ser demolida. A capela tinha uma importância histórica e sentimental para o povo caiçara”, afirmou o padre Ronaldo.

A SSP (Secretaria de Segurança Pública) se manifestou dizendo que foi registrado boletim de ocorrência de dano contra o patrimônio e dada orientação quanto ao prazo decadencial de seis meses para que a paróquia da Imaculada Conceição do Perequê-Acú faça representação. A Polícia investiga o caso a partir de três vertentes: Intolerância religiosa, interesse imobiliário e/ou vandalismo.

Nesta terça-feira (03/10) vai acontecer uma missa protesto, que será celebrada pelo Padre Ronaldo, no local onde existia a capela, com a presença de fiéis e de caiçaras, que não se conformam com a demolição da capela.

A Igreja Católica quer obter com os moradores mais antigos, documentos de batismo, crismas e casamentos realizados na capela, para tentar identificar há quantos anos ela existia. Depoimentos de moradores relatam que a capela era centenária.

Fotos de capa: Site Notícias das Praias

Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre no nosso grupo.