VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

Pitbull arranca cabeça de Yorkshire em Taubaté. “Gabizinha” foi puxada por vão de portão

Advertisement

Pitbull arranca cabeça de Yorkshire em Taubaté. “Gabizinha” foi puxada por vão de portão. O caso aconteceu por volta de 15h, desta sexta-feira (12/01), pela Avenida São Pedro, Bosque da Saúde. Nas imagens abaixo é possível ver a ação violenta do cão que estava sem focinheira. CLIQUE AQUI E ENTRE NO NOSSO CANAL DO WHATSAPP

Ele passava pela calçada, sendo conduzido pelo tutor. “Gabizinha” estava presa na garagem da casa e em dado momento, o cão que seria um pitbull, de acordo com a Tutora do yorkshire, Kelly Costa, avança e arranca Gabizinha pela cabeça, por um pequeno vão do portão. Em segundos, o cão agressivo mata o de menor porte.

A tutora da “Gabizinha”, Kelly Costa, não sabe de quem é o cão e, muito abalada, não conseguiu ainda conversar com os vizinhos que fizeram o primeiro atendimento a ela no local. A Polícia Militar foi chamada e registrou a ocorrência.

A yorkshire “Gabizinha” tinha dez anos. Kelly disse ao Vale 360 News que ela não condena “o cachorro porque se trata de um ser irracional. A responsabilidade é dos donos que não têm consciência, depois de tantos ocorridos com a raça, não usar focinheira”.

Como a dor pela perda da “Gabizinha” ainda é muito grande, o almoço deste domingo em família está cancelado.

A reportagem tenta contato como tutor do cão que matou a yorkshire, porém não obteve sucesso. O espaço segue aberto para ouvir a versão da outra parte.

Contravenção Penal

O caso pode ser registrado como contravenção penal, inobservância na guarda e cautela de animais. O cãozinho é objeto. O dono é o responsável. Torna se crime se for crueldade, mas o autor tem que ser o homem. A contravenção penal consiste numa infração penal de baixa gravidade, considerada um “delito menor”, ou, como comumente chamada de delito-anão. As contravenções são menos graves que os crimes, podendo estas variar de acordo com a legislação e contexto de determinada sociedade as quais se aplicam.

Caso Fox

Desde então, as tutoras do cãozinho fazem uma campanha na internet para prender o tutor do bull terrier e para tornar mais rigorosa a punição de quem usa cães como arma.

Chocotour Nestlé na maior fábrica de Kit kat da América Latina

Policiais do BAEP prendem em Cachoeira Paulista procurada da Justiça do Rio de Janeiro por sequestro e cárcere privado da filha

Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre no nosso grupo.

Advertisement