VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

Professora de São José dos Campos foi morta porque criminosos queriam o dinheiro de imóvel

Professora de São José dos Campos foi morta porque criminosos queriam o dinheiro de imóvel vendido por ela recentemente. Os suspeitos no envolvimento do crime, que culminou com a morte de Helena Cristina da Silva André, de 48 anos, foram presos na manhã desta terça-feira (17/10), pelos policiais comandados pelo delegado Hugo Pereira de Castro, de Caçapava.  Um deles foi preso no Conjunto 31 de março em São José dos Campos e o outro no bairro Rio Comprido em Jacareí. CLIQUE AQUI E ENTRE NO NOSSO CANAL DO WHATSAPP

Eles foram levados à delegacia de Caçapava e ouvidos. Um dos homens confessou e disse que o comparsa foi o responsável pelas facadas. O comparsa nega. Os dois têm passagens pela polícia. O namorado tinha dois mandados de prisão abertos por estelionato. O comparsa tem passagens por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

O relacionamento entre a professora e um dos suspeitos era recente, de acordo com a polícia, e eles se conheceram pela Internet. No dia do crime, eles combinaram de sair e a professora foi executada em Caçapava. Os suspeitos queriam o dinheiro da vítima, que havia vendido um imóvel recentemente. A polícia diz que foram realizados saques, em valores não divulgados e que há robusta prova contra os suspeitos.

Eles tiveram a prisão preventiva decretada e o relatório do inquérito aponta que o crime foi latrocínio (morte seguida de roubo) e ocultação de cadáver. Inicialmente a qualificacao da morte era de feminicídio, que tem penas menores. O documento elaborado pela equipe do delegado Hugo, agora, será encaminhado ao Ministério Público.

Helena Cristina da Silva André, foi encontrada carbonizada no bairro Tijuco Preto, zona rural de Caçapava, na tarde do dia 23 de setembro. A reportagem esteve no local no dia do crime e constatou junto aos peritos que havia sangue vivo no local, indicando que antes de ser carbonizada, a mulher havia sido assassinada.

A professora que era da Escola da Tecelagem e morava na Zona Norte de São José dos Campos.

Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre no nosso grupo.
Advertisement