VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

MP arquiva denúncia de assédio sexual sofrido por influenciadora em Shopping de São José dos Campos. Ela também foi condenada pela Justiça

Advertisement

MP (Ministério Público) arquiva denúncia de assédio sexual sofrido por influenciadora em Shopping de São José dos Campos. Ela também foi condenada pela Justiça. Andrea Costa, empresária, de 38 anos, relatou em 15 de agosto de 2023, que no momento em que subia a escada rolante, em direção ao piso de sua loja, no Shopping Centro, percebeu que havia um homem muito próximo a ela e notou que ele estava se masturbando e havia ejaculado na perna e na parte de trás do vestido dela. Andrea, que tem um milhão de seguidores no Instagram, denunciou o caso nas redes sociais e registrou um boletim de ocorrência. CLIQUE AQUI E ENTRE NO NOSSO CANAL DO WHATSAPP

A partir deste momento, ela procurou a Justiça e na última semana foi informada, primeiro de que o Ministério Público decidiu arquivar o caso por não haver elementos suficientes para o oferecimento de denuncia e, segundo, de uma condenação no processo que move contra o estabelecimento comercial.

Em pronunciamento pelas redes sociais, Andrea questionou se o MP não teve acesso às imagens ou as mesas não foram disponibilizadas nas investigações. “Falta de provas? Tinha as imagens de três casos da mesma forma, já deixa claro a forma que ele (abusador) age”.

De acordo com o Ministério Público, “apesar do esforço da Autoridade Policial, verificamos que não se apurou a autoria da importunação sexual, o que impossibilita a instauração da ação penal”. A empresária terá o prazo de 30 (trinta) dias, contado a partir do primeiro dia útil da presente notificação, para solicitar a revisão da decisão de arquivamento.

“Receber uma mensagem dessa avisando que foi arquivado o caso de assédio como esse é de uma dor incalculável por mim e por todas as mulheres que passam por isso todos os dias dentro de um ônibus, na rua, dentro de um hospital, aonde quer que nós vamos nós somos assediadas. E na maioria das vezes nós somos tratadas como culpadas, era a roupa que você estava usando… Eu fui assediada às cinco horas da tarde, carregando um saco de mercadoria na mão, na escada rolante de um shopping”, disse a empresária em entrevista portal ao Aqui Vale.

Ao mesmo tempo, ela foi informada pela advogada que a defende de uma condenação referente ao caso em ação movida contra o Shopping. Ela foi condenada a pagar indenização de R$ 5.113,68 ao centro de compras.

“Eu tenho duas opções: fingir que nada aconteceu, ficar calada e baixar a cabeça porque eu fui assediada dentro do shopping. Processei o shopping, mas o juiz deu causa ganha, por enquanto, para o shopping, e aí eu aceito isso e pago todos os honorários. Quem tem que pagar os honorários dos advogados do shopping sou eu, tá. Eu fui assediada dentro do shopping e vai ter que sair do meu bolso os honorários ou eu pago dois mil e poucos reais para que ela (advogada) entre com recurso”, disse Andrea pelas redes sociais

Andrea disse que vai recorrer da decisão da Justiça. Na época dos fatos, ela disse à reportagem do Jornal OVale o seguinte:

“Eu não reparei, mas quando olhei para trás ele estava praticamente grudado em mim. Foi quando eu senti um líquido molhando as minhas pernas. Quando olhei para trás, eu até fiz sinal para que ele pudesse passar na escada, achei que estava com pressa. Além disso, olhei na mão dele para ver se ele estava com alguma água, refrigerante, não sei, algo que pudesse ter me molhado, mas a mão dele estava no bolso [se masturbando]”, narrou a empresária.

Na loja, ao narrar o episódio para as funcionárias, Andrea notou que o líquido em sua perna e em seu vestido não era água e sim esperma. Ela fotografou o vestido manchado. “Foram as meninas que me fizeram assimilar o que estava acontecendo. Elas me disseram: ‘Andrea, isso não é água. O líquido é branco e pastoso’. Eu então me limpei com álcool e tudo mais. Mas a sensação que fica é de revolta. Já chorei, já me deu tremedeira, tontura, tudo”, desabafou.

A reportagem tenta contato com o Shopping Centro, porém até o momento não houve retorno das mensagens enviadas pela reportagem.

*Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre no nosso grupo.
Advertisement