"

VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

Por que a American Airlines decidiu comprar 133 aviões E-175 da Embraer em um negócio de R$ 35 bi? Conheça a aeronave

Advertisement

A decisão da American Airlines em adquirir 133 aviões E-175 da Embraer, em um negócio avaliado em R$ 35 bilhões (US$ 7 bilhões), representa um marco significativo no setor da aviação. A encomenda consiste em 90 pedidos firmes para o E175, com a opção de compra de outros 43 jatos do mesmo modelo, demonstrando a confiança da companhia na aeronave e na parceria com a Embraer. CLIQUE AQUI E ENTRE NO NOSSO CANAL DO WHATSAPP

Os aviões serão entregues com 76 assentos, seguindo a configuração padrão de duas classes da American Airlines, o que contribuirá para ampliar a conectividade entre mercados menores e a malha aérea global da empresa. A modernização da frota é parte de uma estratégia para oferecer aos clientes a melhor experiência de viagem, combinando eficiência operacional e conforto.

O E175, reconhecido como um dos modelos mais populares na região, já conta com 837 aeronaves vendidas, incluindo as encomendadas pela American Airlines. Com uma participação de mercado de 88% no segmento desde 2013, o E175 é valorizado por sua eficiência, conforto e confiabilidade, sendo considerado a “espinha dorsal da aviação regional dos Estados Unidos”.

“Na última década, investimos fortemente na modernização e simplificação de nossa frota, que é a maior e a mais jovem entre todas as companhias aéreas dos Estados Unidos”, disse o CEO da American Airlines, Robert Isom. “Este pedido continuará a fortalecer nossa frota com as mais novas e mais eficientes aeronaves, para seguirmos oferecendo aos nossos clientes a melhor malha aérea, com confiabilidade operacional recorde”.

13 Motivos pelos quais a American Airlines decidiu comprar os aviões da Embraer:

  • Modernização e simplificação da frota, visando a oferecer aos clientes a melhor malha aérea.
  • Eficiência operacional e confiabilidade, garantindo uma experiência de viagem superior.
  • Estratégia de operar aeronaves regionais e configuradas em duas classes.
  • Necessidade de substituir aeronaves mais antigas e ampliar a conectividade entre mercados menores e a malha global.
  • O E175 é reconhecido como uma das aeronaves mais bem-sucedidas do mundo, com um histórico comprovado de desempenho e confiabilidade.
  • A capacidade de adaptação do E175 às demandas do mercado, com uma configuração flexível de assentos, o torna uma escolha versátil para diferentes rotas e necessidades.
  • A modernização da frota com a aquisição do E175 permite à American Airlines oferecer uma experiência de viagem mais confortável e eficiente para seus passageiros.
  • A parceria de longa data entre a American Airlines e a Embraer, baseada na confiança mútua e na qualidade dos produtos, contribuiu para a decisão de realizar essa grande encomenda.
  • A economia de combustível aprimorada do E175, com uma melhoria de 6,5% no consumo de combustível devido a modificações recentes, oferece benefícios financeiros significativos para a operadora aérea.
  • A capacidade do E175 de atender às demandas do mercado norte-americano, oferecendo conectividade essencial em uma variedade de rotas e destinos, foi um fator determinante na decisão de compra.
  • A reputação da Embraer como fabricante de aeronaves confiáveis e de alta qualidade, combinada com o desempenho comprovado do E175, influenciou positivamente a escolha da American Airlines.
  • A estratégia da American Airlines de focar em aeronaves regionais maiores e configuradas em duas classes para atender às necessidades de seus passageiros foi facilitada pela disponibilidade do E175.
  • O suporte e assistência pós-venda oferecidos pela Embraer, garantindo a operacionalidade contínua das aeronaves e a satisfação do cliente, podem ter sido considerados como um diferencial importante na decisão de compra.

American Airlines parceira antiga

A American Airlines é antiga cliente da Embraer. Em 1998, a empresa americana também havia feito um negócio de grande monta com a fabricante joseense. Naquela ocasião, foram encomendados 150 aviões ERJ-135, no valor de US$ 2 bilhões.

Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre no nosso grupo.