"

VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

Funcionário da Volks Taubaté tem pernas amputadas por viga de ferro e fica gravemente ferido

Advertisement

Um funcionário da Volks Taubaté sofreu um grave acidente na manhã desta segunda-feira, 25 de junho de 2024, que resultou na amputação de suas pernas. O incidente ocorreu na fábrica da Volkswagen localizada na Avenida Carlos Pedroso da Silveira, em Taubaté, quando o funcionário, de 20 anos, de uma empresa terceirizada, foi atingido por uma viga de ferro durante a desmontagem de uma linha de produção. CLIQUE AQUI E ENTRE NO NOSSO CANAL DO WHATSAPP E RECEBA AS NOTÍCIAS EM PRIMEIRA MÃO

Detalhes do Acidente

De acordo com o boletim de ocorrência registrado na Delegacia Seccional de Taubaté, o acidente aconteceu enquanto a empresa GS, contratada para desmontar a linha de produção do modelo Gol, realizava seus trabalhos. Durante o processo, a fita que sustentava uma viga de ferro não suportou o peso, fazendo com que a viga deslize e atingisse o trabalhador, esmagando suas pernas. Testemunhas informaram que a equipe de segurança da Volkswagen prestou socorro imediato à vítima, acionando os serviços de emergência.

Intervenção Médica e Resgate

A Unidade de Resgate foi acionada e, devido à gravidade dos ferimentos, o helicóptero Águia 07 da Polícia Militar foi utilizado para transportar o ferido ao Hospital Regional de Taubaté. No local, a equipe da Polícia Técnica Científica realizou os procedimentos de perícia. O estado clínico da vítima ainda não foi atualizado oficialmente, mas ele foi submetido a procedimentos cirúrgicos emergenciais.

Investigação em Andamento

A investigação preliminar do acidente, conduzida pela autoridade policial, destaca que o registro foi feito sem a presença de testemunhas militares e responsáveis pela Volkswagen e pela empresa terceirizada, que não compareceram à unidade policial. O caso foi registrado como lesão corporal grave e outros não criminais. A vítima foi orientada sobre o prazo decadencial de seis meses para o oferecimento de representação criminal contra os responsáveis.

O que diz a Volks

A Volks se manifestou por meio de nota e lamentou o ocorrido com o funcionário. A montadora ainda disse que está prestando todo suporte médico ao colaborador e apoio aos familiares. Leia a nota abaixo.

“A Volkswagen do Brasil comunica que na manhã desta terça-feira, dia 25 de junho de 2024, ocorreu um acidente grave na área de Armação da fábrica de Taubaté. O incidente envolveu um colaborador da empresa terceira GS que ficou gravemente ferido. A empresa informa também que está prestando todo o atendimento médico necessário e fornecendo todo o apoio ao colaborador e aos seus familiares. Além disso, iniciamos também uma investigação interna para apuração das causas do acidente.

A Volkswagen do Brasil lamenta o ocorrido e reforça o seu compromisso com o segurança e bem-estar de os seus colaboradores e terceiros, sempre com o objetivo de garantir um ambiente de trabalho seguro para todos”.

O que o Sindicato dos Metalúrgicos

O Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté se manifestou sobre o acidente e realizou assembleia, na qual os trabalhadores e trabalhadoras aprovaram que a entidade cobre da montadora as devidas providências para apuração do caso. Leia a nota.

“Um trabalhador sofreu amputação das pernas em um acidente na Volkswagen (VW) Taubaté, na manhã desta terça-feira (25). A vítima é funcionário de uma empresa de construção civil que presta serviço na fábrica.

O acidente ocorreu no setor de armação. O Sindmetau (Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região) realizou uma assembleia onde os trabalhadores e trabalhadoras aprovaram que a entidade cobre da montadora as devidas providências para apuração do caso.

Durante a assembleia, o presidente do Sindmetau, Claudio Batista, o Claudião, destacou a importância da atuação dos sindicatos no local de trabalho, do fortalecimento da CIPA (Comissão Interna de Prevenção a Acidentes) e a luta para que as normas regulamentadoras sejam mais rígidas, com o objetivo de garantir a segurança e a vida dos trabalhadores e trabalhadoras.

“Hoje é um dia triste para a classe trabalhadora. O trabalhador que sofre o acidente não é representado pelo nosso Sindicato, mas os metalúrgicos são solidários a todas as categorias. E nós estamos aqui para cobrar as devidas providências e consequências. As empresas precisam ter responsabilidade. Nós vamos lutar sempre pela vida e pela dignidade do trabalhador”, afirmou o presidente do Sindmetau, Claudio Batista”.

Registro histórico: Mais de 70 baleias-jubarte e uma centena de golfinhos nadam juntos no Litoral Norte de São Paulo

Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre no nosso grupo.