VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

VÍDEO: Assassino e estuprador de Lagoinha queria receber 14 meses de salários e premeditou o crime, diz Polícia

Assassino e estuprador de Lagoinha queria receber 14 meses de salários e premeditou o crime, diz Polícia. As informações foram dadas na manhã desta segunda-feira (27/02), em entrevista na sede da Delegacia Seccional de Taubaté, pelo delegado, Felipe de Bona, que preside o inquérito da morte do fazendeiro, Bento Gordiano de Carvalho Neto, de 75 anos, e do estupro da filha dele, de 11 anos, no dia 17 de fevereiro, em Lagoinha, e pelo diretor do Deinter 01 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior 01), Waldir Antônio Covino Júnior.

Na ocasião, os integrantes da Polícia Civil trouxeram detalhes do depoimento de Edcarlos Oliveira Rocha, de 50 anos, que confessou o crime. O suspeito conheceu o fazendeiro em Santos, quando este trabalhava no Porto, em 2017. Neste mesmo ano, Bento o convidou para se mudar para a fazenda, em Lagoinha, e na oportunidade o indiciado trouxe a família da Baixada Santista para ser caseiro na propriedade do fazendeiro. Os relatos apontam que o homem trabalhou até 2019 para Bento e, recentemente, tentava voltar ao antigo local de trabalho.

Havia, no entanto, uma discussão entre as parte a respeito do pagamento de 14 meses de salários, o que segundo o assassino foi o estopim para os crimes cometidos contra o fazendeiro. A polícia, no entanto, não tem subsídios robustos a respeito de como era a relação trabalhista entre as partes.

O delegado disse que ouviu do criminoso que “ele recebia alimentação, moradia e alguns valores que eram repassados. Até o presente momento, a gente não tem esses elementos de informação. Era um trabalho feito lá, havia algum dinheiro que era pago, não sei valores, porque quem poderia dizer isso é a própria vítima, que está morta e foi a responsável pela contratação dele”, frisou o delegado Felipe de Bona.

No dia do crime, o homicida e estuprador contou em depoimento que na parte da tarde ajudou o ex-patrão a descarregar compras e realizou outros afazeres e entre o fim da tarde e começo da noite perguntou a Bento se ele não iria lhe pagar. Neste momento, começou uma discussão entre as partes, na qual “ele golpeia a vítima, desfere golpes de faca e amordaça a vítima no intuito de que ela não gritasse e não pedisse socorro. A vítima segura a faca com as mãos. Há um lesão na mão dela e ele desfere o golpe fatal no pescoço da vítima”, relata o delegado.

Quando questionado se o crime foi premeditado, o delegado ressalta que no próprio depoimento do autor do crime isso é contado com riqueza de detalhes. O indiciado relatou que a falta de pagamento “o deixou irado. Ele admite que agiu por vingança”, disse De Bona.

O homem está preso temporariamente por 30 dias. Ele vai responder pelos crimes de homicídio qualificado, cárcere privado e estrupo de vulnerável no inquérito da morte do fazendeiro e do estupro da filha da vítima. Há um segundo inquérito que investiga a tentativa de homicídio contra o filho do fazendeiro no dia da prisão.

Outro lado

O advogado da família, Leonardo Bonafé, foi ouvido pela reportagem a respeito das possíveis dívidas trabalhistas cobradas pelo criminoso e disse ser prematuro afirmar qualquer coisa neste sentido: “é muito cedo e a gente não pode falar muito para não atrapalhar a investigação da polícia”. Bonafé confirma, no entanto, que o réu confesso trabalhou por dois ou três anos na fazenda de Bento Gordiano.

Veja o que diz a Polícia e o advogado da família a respeito do crime. Siga os Stories

ENTENDA O CRIME DE LAGOINHA

A prisão de Edcarlos

A Policia Militar, após diversas diligências e cerco em toda a região de Lagoinha e São Luiz do Paraitinga, prendeu o autor do homicídio. Por volta das 15h30, do sábado (25/02), o assassino foi localizado por motoqueiros que faziam trilha na região, em uma carvoaria próximo da fazenda em que trabalhava, e acionaram as equipes policiais militares que se encontravam nas proximidades fazendo o policiamento e cerco. O local onde o criminoso foi visto era de difícil acesso e só foi possível, com apoio de motos no local.

Após o cerco na mata, o assassino ainda tentou agredir o filho do fazendeiro a facadas, que, por sua vez, se defendeu efetuando disparos de armam de fogo contra o agressor. O bandido foi ferido no braço, sendo que logo após, foi contido, algemado e conduzido pelas equipes da Polícia Militar. As equipes do SAMU (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) fizeram o socorro até o hospital em Taubaté.

Do hospital, ele foi levado para a delegacia e o Vale 360 News acompanhou com exclusividade.

O crime

A ocorrência foi atendida pela Polícia Militar no fim da tarde, começo da sexta-feira (17/02), pela estrada Sapezal, em uma fazenda localizada em área de difícil acesso e com pouco sinal de rádio. Pelo local, o COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar) irradiou a ocorrência de roubo à residência, onde estariam de quatro a cinco homens. Sendo que o assassino é egresso do sistema prisional e matou o proprietário da fazenda, de acordo com relatos da esposa do fazendeiro.

A mulher disse aos policiais que foi informada por um funcionário que o esposo havia se machucado e estava deitado na cama da residência do caseiro e seria necessário a ajuda dela. Ao chegar ao local, percebeu se tratar de uma armadilha e, então, foi amarrada e enforcada pelo criminoso, que na sequência voltou para a casa principal da fazenda, onde estava a filha do casal. Enquanto a dona da fazenda conseguiu se desamarrar e ir até a residência do outro funcionário pedir ajuda, a menina, de 11 anos estava em poder do criminoso, sendo sequestrada e levada para uma área de mata nos fundos da fazenda. A garota disse que foi abusada e quando tentou gritar, o homem colocou uma faca no pescoço dela. Ela conseguiu fugir, depois da desatenção do criminoso.

Ainda, no curral da fazenda, o dono do local foi encontrado caído e o SAMU (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) foi acionado e constatou a morte do homem, em decorrência de algumas perfurações.

Os policiais realizaram diligência pela fazenda, porém sem êxito, devido a enorme zona de mata e já estava noite. Segundo relatos a esposa do fazendeiro, o fato provavelmente se deu, devido a um desacordo referente a pagamentos, entre o marido e o autor. A menina permaneceu internada no Pronto-Socorro infantil.

O assassino, de 50 anos, é egresso do sistema penitenciário pelos crimes de furto e roubo.

*Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre na nossa comunidade. 

ENTRE NO GRUPO DE NOTÍCIAS GERAIS. É GRÁTIS!

SIGA NOSSO INSTAGRAM

Leia mais

Advertisement