"

VALE 360 NEWS – NOTÍCIAS DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

As principais notícias do Vale do Paraíba e do Litoral Norte em destaque

Mãe diz que filho com TDAH foi preso com fita crepe a uma cadeira por professora em escola municipal de São José dos Campos

Advertisement

Mãe diz que filho com TDAH foi preso com fita crepe a uma cadeira por professora em escola municipal de São José dos Campos. O caso teria ocorrido na EMEFI (Escola Municipal de Educação Infantil) Sebastiana Cobra, que fica no Jardim das Industrias. A professora eventual foi afastada e a Prefeitura disse que acompanha o caso, que foi revelado pelo portal Aqui Vale e confirmado pelo Vale 360 News. CLIQUE AQUI E ENTRE NO NOSSO CANAL DO WHATSAPP

A mãe disse à publicação que foi chamada à escola pela diretora para que a professora pudesse se desculpar, uma vez que teria ocorrido uma brincadeira. A mãe não crê nesta versão visto que o filho, segundo ela, tem grau elevado de TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade). Ela abriu uma ocorrência na Secretaria de Educação e solicitou a ata da escola, a qual mencionava o ocorrido.

Ao Portal Aqui Vale, a mãe disse que quando recebeu a ligação da diretora da escola não entendeu muito bem o que estava ocorrendo. “Na hora que ela me ligou, não entendi muito bem, mas fui até a escola, quando cheguei lá a diretora que combinou comigo não estava, e um rapaz leu a ata da ocorrência. A professora não brincou que ia prender ele na cadeira, ela prendeu meu filho com fita crepe na cadeira. A escola se recusou a me dar a ata por escrito e assinado, e não me autorizou a tirar foto. Disseram que eu teria acesso à ata no site da prefeitura”, relatou a denunciante.

A mãe ainda disse que em outras ocasiões foi chamada na escola e a diretora já havia lhe sugerido que o filho necessitava de tratamento psicológico e também deixou claro a dificuldade da equipe para lidar com o tema em sala de aula.

Outro lado

A Prefeitura de São José dos Campos se manifestou por meio de nota.

“A Prefeitura de São José dos Campos informa que a Secretaria de Educação e Cidadania está ciente do caso, acompanhando e tomando as medidas pertinentes.

Ao tomar ciência dos fatos, a escola prontamente realizou contato com a mãe do aluno para prestar esclarecimento sobre as providências tomadas e a professora eventual foi afastada da unidade enquanto os fatos são apurados internamente.

Todos os procedimentos necessários foram realizados, incluindo a emissão da ficha Sinan (Sistema de Informação de Agravos de Notificação) e encaminhamento de um ofício de notificação ao Conselho Tutelar” .

*Não perca a oportunidade de ficar bem-informado (a). Ganhe tempo e receba no seu Whatsapp as principais notícias do Vale do Paraíba. É simples, aperte o botão abaixo e entre no nosso grupo.